A memória dos falecidos coirmãos vive em nós…

Na segunda-feira da Oitava da Páscoa os membros da Região Mãe da Misericórdia reuniram se em casa “Mãe do Divino Amor” em Guapimirim para a tradicional Pascoela. Neste ano o encontro foi também a ocasião para a benção do mural das memorias pelos nossos coirmãos que já terminaram sua peregrinação na terra.

Rezamos e agradecemos a Deus pelo dom da vida dos padres e irmãos que fizeram parte da nossa comunidade. Eles partiram para a Casa do Pai com o coração marcado para sempre pela sua consagração palotina. Alguns deles nós os conhecemos pessoalmente. E muitos outros, conhecemos as suas histórias contadas oralmente ou através de documentos e estudos históricos. Alguns deles deixaram marcas importantes e significativas de sua atividade e comprometimento. Formamos uma comunidade Palotina duradoura, unida pela mesma consagração e pela mesma visão que São Vicente Pallottti iniciou e que cada um de nós procura realizar à sua maneira, única e irrepetível: reavivar continuamente a fé e reacender o amor no coração dos homens.

Através do Terço da Misericórdia pedimos o perdão das faltas deles e a vida eterna junto com Deus nosso Pai. A nossa oração pelos coirmãos falecidos é um ato de autêntica intercessão, de amor e caridade por aqueles que chegaram à pátria celestial.