Avenida Carlos Marighella, s/n

Itaipuacu

Maricá

Pároco: Pe. José Stępiński SAC

Vigário: Pe. Cristovão Sopicki SAC

Em 13 de maio de 1967, na praça nova Brasília foi celebrada a primeira missa campal no local onde seria erguido o templo de Nossa Senhora de Fátima em Itaipuaçu. O cônego Joaquim Antônio de Carvalho Batalha, então pároco da Matriz Nossa Senhora do Amparo presidiu a Santa Missa e declarou: “é impossível descrever o que foi esta primeira Missa! O local era coberto de lona, o sol estava magnifico, todos os habitantes da região estavam presentes e o poder do Criador se fazia sentir em cada um deles”.

O Tenente José Rodrigues e Sra. Dalila Carvalho Rodrigues propuseram que fosse construído um templo religioso, mas era necessário antes, que fosse doado um terreno à Cúria Metropolitana de Niterói. Foi então que o casal Paulo e Suely Menezes doou o terreno. Após ser lavrada a escritura, foi levada ao então arcebispo de Niterói Dom Antônio de Almeida, que deu ordem para que fosse construída a igreja num prazo de sete anos.

Em 13 de maio de 1968 a modesta capela foi inaugurada. Foi realizada uma grande procissão saindo da Vila Barão de Inoã, com destino à capela e trazendo a imagem de Nossa Senhora de Fátima. Tudo já estava preparado para a Santa Missa, quando Dom Antônio de Almeida, assim exclamou: “Somente o poder de Deus poderia juntar tantas pessoas de espírito elevado em uma região tão bela, porém de aparência desértica. Antevejo um futuro promissor de progresso e de paz diante desta recepção magnifica que está tendo a Virgem de Fátima neste lugar”.

Em dezembro de 1987 um grupo de paroquianos Augusto Goncalves, Undine Ferreira de Mel, Omar Souza e Maria Dilce Vale conseguiram com a Câmara de Vereadores de Maricá aprovação e verba para construir a capela no Recanto de Itaipuaçu. A capela que recebeu como padroeira Nossa Senhora de Aparecida foi construída pelo pároco de paróquia de São Sebastião de Itaipu, Pe. Joao Sopicki. No ano do Jubileu de 2000 o arcebispo de Niterói Dom Carlos Alberto na presença de Pe. João Pedro Stawicki abençoou a pedra fundamental para a nova capela. A Capela no Recanto tornou-se sede do Apostolado da Oração.

Muitos anos se passaram até que em 1995, o arcebispo de Niterói Dom Carlos Alberto Navarro anexou a comunidade de Itaipuaçu à Paróquia Palotina de São Sebastião de Itaipu, que na época tinha como pároco o Pe. Estevão Lewandowski. Com a chegada dos padres palotinos, iniciou-se um tempo de grande fertilidade na comunidade. Em junho de 1999, já tendo como pároco Pe. Joao Pedro Stawicki, foram realizadas novas obras para o aumento da capela e construção da torre, das salas de catequese e salas de atendimento social. No ano seguinte, com a nave da capela já concluída, Dom Carlos Alberto permitiu a instalação do sacrário para guardar permanentemente a Sagrada Eucaristia.

No dia 17 de julho de 2004 a capela de Nossa Senhora de Fatima sofreu um ato de vandalismo: foi invadida e houve a profanação do Santíssimo Sacramento. Mas esse fato veio seguido de uma grande graça. No ano seguinte, foram matriculados na catequese um número recorde de: 250 crianças. Este terá sido mais um sinal de que a Igreja está com sua perpetuação garantida e que as portas do inferno nunca hão de prevalecer sobre Ela, apesar dos obstáculos. Para a região foi doada a capela de São Camillo de Lélis.

No ano 2006 começou a construção da capela de Santa Rita de Cássia. Com grande empenho dos moradores da região com a liderança do Pe. Artur Karbowy começaram crescer as paredes do novo templo na região. Em 21 de janeiro de 2007 Dom Alano Maria Pena abençoou a pedra angular dessa igreja. No dia 22 de dezembro de 2012 teve lugar a bênção da capela presidido por Dom José Francisco Rezende Dias.

Em março de 2009 pela decisão de Dom Alano Maria Pena, foi criada a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Itaipuacu, tendo como primeiro pároco o Pe. Jacinto Wójcik. A solene celebração aconteceu no dia 21 de março com a presença do bispo auxiliar de Niterói Dom Roberto Francisco Ferreira Paz. Em 2011 foi inaugurado o salão São João Paulo II. Com a criação da paróquia os fiéis cresceram com o atendimento espiritual. A Paróquia crescia na espiritualidade palotina organizando o Festival Palotino (2010 e 2018) e Oitavário da Epifania. No ano 2012 a paróquia recebeu a relíquias de São Vicente Pallotti. Em 2013 tomou posse o novo pároco, Pe. Francisco José Marques Filho.  Com seu esforço foi construída a capela de São Bento. No dia 6 de janeiro de 2021, Pe. José Stepinski tomou posse como pároco, tendo como vigário Pe. Cristóvão Sopicki.

Notícias